Different volumes of tubes for clonal propagation of Coffea canephora from seedlings

Marcelo Curitiba Espindula, Tony José Balbino, Rutinéia Jaraceski, Alexsandro Lara Teixeira, Jairo Rafael Machado Dias, Richelly Gisela Pasqualotto Teixeira

Resumo


The aim in the present study was to evaluate the growth of Coffea canephora cv. ‘Conilon BRS Ouro Preto’ seedlings in different tube volumes. The experiment was performed at Embrapa Rondônia plant nursery in Ouro Preto do Oeste, Rondônia, Brazil, from July to November 2013. The treatments consisted of five tube volumes (50, 100, 170, 280 and 400 cm3) plus one control composed by polyethylene bags (11 cm width x 20 cm height) with capacity of 770 cm3. The experimental design was a randomized complete block design with 15 replicates, formed by 15 clones that compose the Conilon ‘BRS Ouro Preto’ cultivar. The tube volume of 280 cm3 provide the best vegetative performance of seedlings, similarly to volume of 400 cm3, thus, the use of larger tubes would not justify. Tubes of 50, 100 and 170 cm3 produce seedlings with physiological quality similar to the control until 130 days after staking, but may limit the development of seedlings in a longer period.


Palavras-chave


Vegetative propagation, cuttings, Conilon, BRS Ouro Preto.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


ALMEIDA, G. R. R. et al. Comportamento de cafeeiros propagados por embriogênese somática e por sementes em diferentes níveis de água no solo. Coffee Science, Lavras, v. 6, n. 2, p. 114-119, maio/ago. 2011.

AMARAL, J. A. T. et al. Crescimento vegetativo e produtividade de cafeeiros Conilon propagados por estacas em tubetes. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 6, p. 1624-1629, nov./dez. 2007.

ANDRADE JÚNIOR, S. et al. Comparison between grafting and cutting as vegetative propagation methods for conilon coffee plants. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v. 35, n. 4, p. 461-469, out. 2013.

BERILLI, S. S. et al. Utilização de lodo de curtume como substrato para produção de mudas de café Conilon. Coffee Science, Lavras, v. 9, n. 4, p. 472-479, out./dez. 2014.

BRAUN, H. et al. Produção de mudas de café ‘conilon’ propagadas vegetativamente em diferentes níveis de sombreamento. Idesia, Arica, v. 25, p. 85-91, dic. 2007.

CONTARATO, C. C. et al. Evaluation of the initial development of conilon coffee clones (Coffea canephora). Scientia Agraria, Curitiba, v. 11, n. 1, p. 65-71, jan./fev. 2010.

CORREIA, A. C. G. et al. Volume de substratos e idade: Influência no desempenho de mudas clonais de eucalipto após o replantio. Cerne, Lavras, v. 19, n. 2, p. 185-191, jun. 2013.

DARDENGO, M. C. J. D. et al. Crescimento e qualidade de mudas de café Conilon produzidas em diferentes recipientes e níveis de sombreamento. Coffee Science, Lavras, v. 8, n. 4, p. 500-509 out./dez. 2013.

DIAS, R.; MELO, B. Proporção de material orgânico no substrato artificial para a produção de mudas de cafeeiro em tubetes. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 1, p. 144-152, jan./fev. 2009.

DICKSON, A.; LEAF, A. L.; HOSNER, J. F. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forestry Chronicle, Ottawa, v. 36, n. 1, p. 10-13, 1960.

DOBNER JÚNIOR, M. et al. Influência do volume do tubete e do método de plantio no crescimento de um povoamento de Pinus taeda aos nove anos de idade. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 41, n. 97, p. 7-14, mar. 2013.

ESPINDULA, M. C. Condução de cafeeiros Coffea Canephora. In: In: MARCOLAN, A.; ESPINDULA, M. C. (Ed.). Café na Amazônia. Brasília, DF: Embrapa , 2015. p. 217-236.

FERRÃO, R. G. et al. Café Conilon. Vitória: Incaper, 2007. 702 p.

FERRAZ, A. V.; ENGEL, V. L. Efeito do tamanho de tubetes na qualidade de mudas de jatobá (Hymenaea courbaril L. var. stilbocarpa (Hayne) Lee et Lang.), ipê-amarelo (Tabebuia chrysotricha (Mart. ex Dc.) Sandl.) e guarucaia (Parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan). Revista Árvore, Viçosa, v. 35, n. 3, p. 413- 423, abr. 2011.

FERREIRA, O. G. L.; ROSSI, F. D.; ANDRIGHETTO, C. DDA - Determinador Digital de Áreas: software para determinação de área foliar, índice de área foliar e área de olho de lombo. Versão 1.2. Santo Augusto: IF Farroupilha, 2008.

FREITAS, T. A. S. et al. Desempenho radicular de mudas de eucalipto produzidas em diferentes recipientes e substratos. Revista Árvore, Viçosa, v. 29, n. 6, p. 853-861, 2005.

GOMES, D. R. et al. Lodo de esgoto como substrato para a produção de mudas de Tectona grandis L. Cerne, Lavras, v. 19, n. 1, p. 123-131, jan./mar. 2013.

HENRIQUE, P. C. et al. Aspectos fisiológicos do desenvolvimento de mudas de café cultivadas sob telas de diferentes colorações. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 46, n. 5, p. 458-465, maio 2011.

HUNT, G. A. Effect of styroblock design and cooper treatment on morphology of conifer seedlings. In: TARGET SEEDLING SYMPOSIUM, MEETING OF THE WESTERN FOREST NURSERY ASSOCIATIONS, GENERAL TECHNICAL REPORT RM-200, 1990, Roseburg. Proceedings... Fort Collins: USDA, Forest Service, 1990. p. 218-222.

LEMOS, V. T. et al. Ácido cítrico e fósforo no desenvolvimento e estado nutricional de mudas de café. Coffee Science, Lavras, v. 10, n. 3, p. 298 308, jul./set. 2015.

LIMA, R. L. S. et al. Volume de recipientes e composição de substratos para produção de mudas de mamoneira. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 3, p. 480-486, maio/jun. 2006.

LISBOA, A. C. et al. Efeito do volume de tubetes na produção de mudas de Calophyllum brasiliense e Toona ciliata. Revista Árvore, Viçosa, v. 36, n. 4, p. 603-609, jul./ago. 2012.

MALAVASI, U. C.; MALAVASI, M. M. Efeito do volume de tubete no crescimento inicial de plântulas de Cordia trichotoma (Vell.) Arrab. ex Steud e Jacaranda micranta Cham. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 16, n. 1, p. 11-16, 2006.

MARANA, J. P.; MIGLIORANZA, E.; FONSECA, E. P. Índices de qualidade e crescimento de mudas de café produzidas em tubetes. Ciência Rural, Santa Maria, v. 38, p. 39-45, jan./fev. 2008.

NOVAES, A. B. et al. Avaliação do potencial de regeneração de raízes de mudas de Pinus taeda L. produzidas em diferentes tipos de recipientes e o seu desempenho no campo. Revista Árvore, Viçosa, v. 26, n. 6, p. 675 681, 2002.

PARTELLI, F. L. et al. Estimativa da área foliar do cafeeiro conilon a partir do comprimento da folha. Revista Ceres, Viçosa, v. 53, n. 306, p. 204-210, mar./abr. 2006a.

______. Produção e desenvolvimento radicular de plantas de café ‘Conilon’ propagadas por sementes e por estacas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 41, n. 6, p. 949-954, jun. 2006b.

ROCHA, R. B. et al. Melhoramento genético de Coffea canephora: considerações e metodologias. In: MARCOLAN, A.; ESPINDULA, M. C (Ed.). Café na Amazônia. Brasília, DF: Embrapa , 2015. p. 101-122.

SILVA, J. I. et al. Desenvolvimento de mudas de Coffea canephora pierre ex a. Froehner em diferentes combinações de substrato e recipiente. Coffee Science, Lavras, v. 5, n. 1, p. 38-48, jan./abr. 2010.

STAPE, J. L. et al. The Brazil Eucalyptus potential productivity project: influence of water, nutrients and stand uniformity on wood production. Forest Ecology and Management, Amsterdam, v. 259, p. 1684-1694, 2010.

VALLONE, H. S. et al. Diferentes recipientes e substratos na produção de mudas de cafeeiros. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 1, p. 55 60, jan./fev. 2010.

______. Recipientes e substratos na produção de mudas e no desenvolvimento inicial de cafeeiros após o plantio. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 5, p. 1327-1335, set./out. 2009.

VILLAIN, L. et al. A high-throughput method for early screening of coffee (Coffea spp.) genotypes for resistance to root-knot nematodes (Meloidogyne spp.). European Journal Plant Pathology, Dordrecht, v. 128, p. 451-458, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.25186/cs.v13i1.1353

Apontamentos

  • Não há apontamentos.