Influência da densidade foliar na distribuição de calda no dossel do cafeeiro (Coffea arabica L.)

Jose Marcio Sousa Jr., Renato Adriane Alves Ruas, Luiz Otavio Duarte, Vinícius Ribeiro Faria, Alberto Carvalho, Carlos Roberto Santos Junior Roberto Santos

Resumo


A falta de adequação do volume de calda aplicado no alvo pode resultar em baixa eficácia e contaminação ambiental. Assim, objetivou-se avaliar a influência das características do dossel na distribuição de calda na cultura do café (Coffea arabica L.). Os tratamentos foram aplicados em um talhão de C. arabica cv. ‘Catuaí Vermelho-144”, com volume vegetativo médio de 12501 m³ ha-1. Os tratamentos foram dispostos em esquema de parcelas sub-subdivididas, sendo: três densidades foliares (1,0; 1,5 e 2,0, kg m-3 planta-1) constituindo as parcelas, cinco volumes de calda (200; 300; 500; 600 e 800 L ha-1) constituindo as subparcelas e três posições no dossel do cafeeiro (Terço superior, mediano e inferior) constituindo as sub-subparcelas, com quatro repetições. As avaliações foram realizadas nos meses de Março, Julho e Dezembro de 2015. As variáveis analisadas foram: deposição de calda, densidade de gotas (DEN), diâmetro mediano volumétrico (DMV) das gotas e amplitude relativa (SPAN) do espectro de gotas. A densidade 1,0 kg m-3 planta-1 proporcionou deposição de calda superior às densidades de 1,5 e 2,0 kg m-3 planta-1 nas posições superior, mediana e inferior. Na posição mediana a densidade foliar 2,0 kg m-3 planta-1 proporcionou DEN de gotas 52 e 44 % inferior às de 1,0 e 1,5 kg m-3 planta-1, respectivamente. O DMV médio foi de 184 µm e o SPAN de 1,3. Conclui-se que o aumento da densidade foliar proporciona redução significativa na distribuição de calda no interior do dossel das plantas de café.

Palavras-chave


Arquitetura das plantas; volume de calda; penetração de calda

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, C.B. et al. Air and liquid volumetric distribution in vertical in a hydro-pneumatic sprayer. Applied Research & Agrotecnology, Guarapuava, v.7, n.1, p.71-79, 2014.

CUNHA, J.P.A.R. et al. Espectro de gotas de bicos de pulverização hidráulicos de jato plano e de jato cônico vazio. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.39, n.10, p.977-985, 2004.

CUNHA, J. P. A.R. et al.. Deposição e deriva de calda fungicida aplicada em feijoeiro, em função de bico de pulverização e de volume de calda. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola, Campina Grande, v.9, n.1, p.133-138, 2005.

Da MATTA, F.M. et al. Ecophysiology of coffee growth and production. Brazilian Journal Plant Physiology, Londrina, v.19, n.4, p. 485-510, 2007.

LIMBERGER, A.R. Avaliação da deposição da calda de pulverização em função do tipo de ponta e do volume aplicado na cultura do feijão. 2006. 51p. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Campus de Marechal Cândido Rondon, Marechal Cândido Rondon, 2006.

MATIELLO, J.B. et al. Cultura de café no Brasil: Novo Manual de Recomendações. Rio de Janeiro e Varginha: MAPA/PROCAFÉ, 2010. 542 p.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Café no Brasil 2015. Disponível em: < http://www.agricultura.gov.br/vegetal/culturas/cafe/saiba-mais >. Acesso em: 09 de Abr, 2016.

ROSELL POLO, J. R. et al. A tractor mounted scanning LIDAR for the non-destructive measurement of vegetative volume and surface area of tree-row plantations: a comparison with conventional and destructive measurements. Biosystems Engineering, Bedford, v.102, n.2, p.128-134, 2009.

SANTINATO, F. et al. Análise quali-quantitativa da operação de colheita mecanizada de café em duas safras. Coffee Science, Lavras, v.9, n.4, p.495-505, 2014.

SILVA, R.P. et al. Controle estatístico aplicado ao processo de colheita mecanizada de cana-de-açúcar. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.28, n.2, p.292-304, 2008.

SILVA, B.M. et al. Deposição da calda de pulverização aplicada com pontas de jato plano em diferentes partes da planta de soja (Glycine max) e milho (Zea mays). Engenharia na agricultura, viçosa, v.22, n.1, p. 17-24, 2014.

SOUZA, R.T.; VELINI, E.D.; PALLADINI, L.A. Aspectos metodológicos para análise de depósitos de pulverizações pela determinação dos depósitos pontuais. Planta Daninha, Viçosa, v.25, n.1, p.195-202, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.