Using the secafé technique in seeds of different cultivars

Alisson Vinicius de Araujo, Eduardo Fontes Araujo, Haynna Fernandes Abud, Izabel Cristina Vaz Ferreira de Araujo

Abstract


The withdrawal of parchment accelerates the emergence of coffee seedlings. When performed manually, it is impractical for large volumes of seed. The SECAFÉ technique promotes parchment degradation by the action of sodium hypochlorite. The objective was to verify the effects of cultivars in the emergence and seedling production, after applying the SECAFÉ technique. The experiment was carried out in a factorial 10 x 3; 10 varieties of coffee and three conditions of parchment seed (intact, removed by hand and removed with sodium hypochlorite) in a completely randomized design with four replicates. For the purposes of SECAFÉ technique, the seeds, although with parchment, were immersed in a solution of NaClO (4% active chlorine) at a ratio of 50 ml for every 100 seeds at 25 ° C for 6 h. We evaluated the speed index and the percentage of emergence, stem diameter, the number of fully expanded leaves and the height and dry matter of the aerial part of seedlings, 150 days after sowing. The results were submitted to analysis of variance and means were compared by Tukey test (p <0.05). In general, for all traits, the application of SECAFÉ technique provides superior results for most cultivars, compared to other treatments. The application of this technique, which is low cost, easy and fast implementation, is effective in parchment degradation of seeds of different cultivars. This enables the acceleration of seedling emergence and seedling.


Keywords


Coffea arabica L.; emergency acceleration; endocarp; sodium hypochlorite; NaClO

References


ABDUL-BAKI, A. A. Pitfalls in using sodium hypochlorite as a seed disinfectant in 14C incorporation studies. Plant Physiology, Rockville, v. 53, n. 5, p. 768-771, 1974.

ARAUJO, E. F. et al. Efeito da danificação mecânica e da remoção manual do pergaminho sobre a emergência de plântulas de Coffea arabica L. Revista Brasileira de Armazenamento, Viçosa, v. 8, Especial Café, p. 1-5, 2004.

BARCELOS, A. F. et al. Parâmetros bromatológicos da casca e polpa desidratada de café (Coffea arabica L.) armazenadas em diferentes períodos. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 26, n. 4, p. 780-790, 2002.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução normativa nº 35, de 29 de novembro de 2012. Estabelece normas para a produção e comercialização de material de propagação de cafeeiro (Coffea arabica L. e Coffea canephora Pierre ex A. Froehner) e os seus padrões, com validade em todo o território nacional, visando à garantia de sua identidade e qualidade. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, 03 dez. 2012. Seção 1, p.11-23.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análises de sementes. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília, DF: Mapa/ACS, 2009. 399p.

DIAS, R. et al. Fontes e proporção de material orgânico para a produção de mudas de cafeeiro em tubetes. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 3, p. 758-764, 2009.

ESTRELA, C. et al. Mechanism of action of sodium hypochlorite. Brazilian Dental Journal, Ribeirão Preto, v. 13, n. 2, p. 113-117, 2002.

FAGUNDES, A. V.; ROSA, S. D. V. F.; RIBEIRO, F. L. F. Aceleração da formação de mudas de Coffea arabica L., cultivar “Topázio” em função da retirada do pergaminho. Revista Brasileira de Armazenamento, Viçosa, v. 34, Especial Café, p. 1-6, 2009.

FIGUEIREDO, M. P. et al. Parâmetros cinéticos da degradação ruminal da casca de café (Coffea arabica L.) tratada com hidróxido de sódio (NaOH). Ciência Animal Brasileira, Maringá, v. 9, n. 1, p. 23-29, 2008.

HSIAO, A. I.; WORSHAM, A. D.; MORELAND, D. E. Effects of sodium hypochlorite and certain plant growth regulators on germination of witchweed (Striga asiatica) seeds. Weed Science, Lawrence, v. 29, n. 1, p. 98-100, 1981.

LIMA, J. S. et al. Uso da reidratação e do hipoclorito de sódio para acelerar a emergência de plântulas de cafeeiro. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 34, n. 2, p. 327-333, 2012.

LINHARES, P. C. F. et al. Métodos de superação de dormência em sementes de jitirana. Revista Caatinga, Mossoró, v. 20, n. 4, p. 61-67, 2007.

MAGUIRE, J.D. Speed of germination aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigour. Crop Science, Madison, v. 2, n. 2, p. 176-177, 1962.

MALTA, M. R.; CHAGAS, S. J. R. Avaliação de compostos não-voláteis em diferentes cultivares de cafeeiro produzidas na região sul de Minas Gerais. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v. 31, n. 1, p. 57-61, 2009.

MEIRELES, R. C. et al. Secafé: metodologia para acelerar a germinação das sementes de café. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 29, n. 2, p. 90-96, 2007.

MENDONÇA, L. M. V. L. et al. Composição química de grãos crus de cultivares de Coffea arabica L. suscetíveis e resistentes à Hemileia vastatrix Berg et Br. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 2, p. 413-419, 2007.

MOHAMED-YASSEN, Y. et al. The role of seed coat in seed viability. The Botanical Review, Illinois, v. 60, n. 4, p. 426-439, 1994.

NOLETO, L. G.; PEREIRA, M. F. R.; AMARAL, L. I. V. Alterações estruturais e fisiológicas em sementes de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae-Caesalpinioideae) submetidas ao tratamento com hipoclorito de sódio. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 32, n. 1, p. 45-52, 2010.

RAMIREZ, J. L. M.; BRAGA, M. J. Comparação relativa entre os custos de produção de café na Colômbia e no Brasil. Revista de Política Agrícola, Brasília, v. 21, p. 38-49, 2012.

REIS, R. P. et al. Custos de produção da cafeicultura no sul de Minas Gerais. Organizações Rurais e Agroindustriais: Revista de Administração da UFLA, Lavras, v. 3, n. 1, p. 1-8, 2001.

RODRIGUES, D. L. et al. Embebição, condicionamento fisiológico e efeito do hipoclorito de sódio na germinação de sementes de alface. Revista Trópica – Ciências Agrárias e Biológicas, v. 6, n. 1, p. 52-61, 2012.

RUBIM, R. F. et al. Tratamento com hipoclorito de sódio para remoção do pergaminho e aceleração da germinação de sementes de café conilon. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 32, n. 4, p.88-98, 2010.

RUBIM, R. F. et al. Emergence of conilon coffee seedlings originating from seeds treated with a sodium hypochlorite solution. American Journal of Plant Sciences, Tuscaloosa, v. 5, p. 1819-1830, 2014.

SMIDERLE, O. J.; SCHWENGBER, L. A. M. Superação da dormência em sementes de paricarana (Bowdichia virgilioides Kunth.). Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 33, n. 3, p. 407-414, 2011.

SOFIATTI, V. et al. Uso de hipoclorito de sódio para acelerar a emergência das plântulas e o desenvolvimento das mudas de cafeeiro. Bragantia, Campinas, v. 68, n. 1, p. 233-240, 2009.

TEIXEIRA, A. L. et al. Avaliação do teor de cafeína em folhas e grãos de acessos de café arábica. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 43, p. 129-137, 2012.

URBAEZ, M. C. et al. Evaluación de métodos químicos y mecánicos para promover la germinación de semillas y producción de fosforitos en café (Coffea arabica) var. Catuaí Rojo. Idesia, Arica, v. 32, n. 1, 2014.

VALIO, I. F. M. Inhibition of germination of coffee seeds (Coffea arabica L. cv. Mundo Novo) by the endocarp. Journal of Seed Technology, East Lansing, v. 5, n. 1, p. 32-39, 1980.

VALLONE, H. S. et al. Diferentes recipientes e substratos na produção de mudas de cafeeiros. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 1, p. 55-60, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.25186/cs.v11i3.1109

Refbacks

  • There are currently no refbacks.