Waste of drying coffee beans as a substrate alternative in coffee conilon seedlings

Caroline Merlo Meneghelli, Paola Alfonsa Vieira Lo Monaco, Ismail Ramalho Haddade, Lorena Aparecida Merlo Meneghelli, Marcelo Rodrigo Krause

Abstract


Among the various wastes generated during the coffee in the mountainous region of the Espiríto Santo state, “moinha” stands out from graim during. Because of their nutritional potential and the need have properly in the environment, it is aimed, with this work, evaluate the use of the different concentrations of the moinha as alternative substrate for vegetative development Conilon coffee seedlings. Was used a randomized block design, with four replicates, with split plot in the time. Different substrates were allocated in the plot (T1: soil + cattle manure at a ratio of 3: 1; T2: 10% moinha + soil; T3: 20% moinha + soil, T4: 30% moinha + soil and T5: 40% moinha + soil) and, in the subplots, the different ages of evaluation (60, 82, 104 and 126 days after planting). Variables such as changes in height, stem diameter, crown diameter, number of leaves and fresh and dry matter of root and shoot were submitted to ANOVA, F test hair, and as media, compared hair test Dunnet (α = 0.05). The use of the conventional substrate can be replaced hair by the substrate containing 10% moinha without there be difference in plant height as well as in dry and fresh matter shoot, what demonstrates it potential use as for the alternative substrate for producing seedlings.

Keywords


Moinha; growth; Coffea canephora

References


BERILLI, S. S. et al. Utilização de lodo de curtume como substrato alternativo para produção de mudas de café Conilon. Coffee Science, Lavras, v. 9, n. 4, p. 472-479, 2014.

BRAUN, H. et al. Desenvolvimento inicial do café Conilon (Coffea canephora Pierre) em solos de diferentes texturas com mudas produzidas em diferentes substratos. Idesia, Taparacá, v. 27, n. 3, p. 35-40, 2009.

COSTA, A. S. V. et al. Uso do resíduo de granito oriundo da serraria e polimento como corretivo e fertilizante de solos agrícolas. Revista Geonomos, Belo Horizonte, v. 18, n. 1, p. 23-27, 2013.

DARDENGO, M. C. J. D. et al. Crescimento e qualidade de mudas de café conilon produzidas em diferentes recipientes e níveis de sombreamento. Coffee Science, Lavras, v. 8, n. 4, p. 500-509, 2013.

DIAS, R.; MELO, B. Proporção de material orgânico no substrato artificial para produção de mudas de cafeeiro em tubetes. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 1, p. 144-152, 2009.

FIGUEIREDO, V. B.; FARIA M. A. DE; SILVA, E. L. Crescimento inicial do cafeeiro irrigado com água salina e salinização do solo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 10, n. 1, p. 50-57, 2006.

JUNIOR, D. G. et al. Incidência e severidade da cercosporiose do cafeeiro em função do suprimento de potássio e cálcio em solução nutritiva. Fitopatologia Brasileira, Brasília, v. 28, n. 3, p. 286-291, 2003.

KARASAWA, S. et al. Desenvolvimento de mudas de cafeeiro (Coffea arábica L.) irrigados com água salina. Engenharia Rural, Piracicaba, v. 14, n. único, p. 1-12, 2003.

LO MONACO, P. A. V. et al. Estimativa da concentração de potássio a partir da condutividade elétrica em águas residuárias da lavagem e despolpa dos frutos do cafeeiro. In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 14., 2004, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem, 2004. (CD-ROM).

LO MONACO, P. A. V. et al. Características químicas do solo após a fertirrigação do cafeeiro com águas residuárias da lavagem e descascamento de seus frutos. Irriga, Botucatu, v. 14, n. 3, p. 348-364, 2009.

LO MONACO, P. A. V. et al. Avaliação do efeito da irrigação no estado nutricional do cafeeiro (Coffea arábica L.) após fertirrigação com água residuária. Coffee Science, Lavras, v. 6, n. 1, p. 75-82, 2011a.

LO MONACO, P. A. V. et al. Desempenho de filtros constituídos por pergaminho de grãos de café (Coffea sp.) no tratamento de águas residuárias. Coffee Science, Lavras, v. 6, n. 2, p. 120-127, 2011b.

MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. São Paulo: Agronômica Ceres, 2006. 638 p.

MARANA, J. P. et al. Índices de qualidade e crescimento de mudas de café produzidas em tubetes. Ciência Rural, Santa Maria, v. 38, n. 1, p. 39-45, 2008.

PRADO, R. M. et al. Aplicação de potássio no estado nutricional e na produção de matéria seca de mudas de maracujazeiro-amarelo. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 26, n. 2, p. 295-299, 2004.

PREZOTTI, L. C. et al. Manual de Recomendação de Calagem e Adubação para o Estado do Espírito Santo – 5ª aproximação. Vitória, ES, SEEA/INCAPER/CEDAGRO, 2007. 305 p.

REINATO, C. H. R. et al. Qualidade do café secado em terreiros com diferentes pavimentações e espessuras de camadas. Coffee Science, Lavras, v. 7, n. 3, p. 223-237, 2012.

SANTOS, H. G. et al. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3 ed. rev. ampl. Brasília, DF: Embrapa, 2013.

SANTOS, L. P., CARVALHO, M. M.; CARVALHO, J. G. Efeitos de doses de nitrato de potássio e esterco de curral na composição do substrato para formação de mudas de cafeeiro (Coffea arabica L.). Ciência e Prática, Bebedouro, v. 18, p. 42-48, 1994.

SAS Institute Inc. Statistical Analysis System user’s guide. Version 9.0 ed. Cary, 2011. 513p.

SOUSA, G. G. et al. Fertirrigação potássica na cultura do morango no litoral Cearense. Bragantia, Campinas, vol. 73, n. 1, p. 39-44, 2014.

TATAGIBA, S. D. et al. Mudas de Coffea canephora cultivadas sombreadas e a pleno sol. Engenharia na Agricultura, Viçosa, v. 18, n. 3, p. 219-226, 2010.

VALLONE, H. S. et al. Diferentes recipientes e substratos na produção de mudas de cafeeiros. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 1, p. 55-60, 2010.

VAN RAIJ, B. Avaliação da fertilidade do solo. Piracicaba: Potafós, 1981. 142 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.25186/cs.v11i3.1086

Refbacks

  • There are currently no refbacks.